Quais são os requisitos de monetização para o Content ID do YouTube e o TikTok?

Para que a sua música seja elegível para o sistema Content ID do YouTube e/ou para a monetização do Tiktok, tem de cumprir vários critérios.

Direitos exclusivos
Isto significa que as seguintes músicas não são elegíveis:

  • Canções de covers
  • Conteúdo licenciado de forma não exclusiva por terceiros (por exemplo, Beatstars ou instrumentais do YouTube)
  • Conteúdo lançado ao abrigo da Creative Commons ou de licenças gratuitas/abertas semelhantes
  • Imagens, gravações ou composições de domínio público, incluindo música clássica
  • Clips de outras fontes (por exemplo, jogos de vídeo, filmes, televisão, vídeos do YouTube)

Conteúdos de referência distintos
Todos os conteúdos de referência devem ser suficientemente distintos. Isto significa que os seguintes não são elegíveis:

  • Gravações de karaoke, remasterizações, gravações semelhantes a sons, versões ao vivo que não sejam distintas da versão original e conteúdos dobrados
  • Efeitos sonoros, soundbeds ou loops de produção (por exemplo, aplausos do público, ruído branco ou loops de bateria)

Uma única peça distinta
Isto significa que não são elegíveis os seguintes elementos:

  • Misturas contínuas de DJ
  • Mashups
  • Listas de contagem decrescente
  • Gravações de álbuns completos ou de compilações completas

Mesmo que seja proprietário exclusivo de todo o conteúdo destes tipos de exemplos em todos os territórios, deve separá-los em componentes, canções ou vídeos individuais.

Gravação de uma obra não musical
Isto significa que os seguintes itens não são elegíveis:

  • Audiolivros
  • ASMR
  • Podcasts
  • Discursos
  • Gravações de comédia
  • Gravações de filmes
  • Orações
  • Vídeos de jogos

Duração da faixa superior a 10 minutos
As gravações de som que excedam uma duração de 10 minutos são assinaladas como não elegíveis.

Atualizado

Este artigo foi útil?

Utilizadores que acharam útil: 74 de 160

Tem mais dúvidas? Submeter um pedido